Os novos caminhos do acrílico

Os novos caminhos do acrílico

Acrílico ganhou grande importância no cenário atual em meio aos novos desafios da comunicação visual em criar produtos diferenciados e seguros

 

O mundo da comunicação visual está sempre buscando novas formas de atuar, novos mercados e novos insumos, e um deles é o acrílico, que já vinha sendo muito usado para decoração e proteção e, com todas as questões inerentes à pandemia, tornou-se ainda mais necessário.

Estes fatos trouxeram transformações importantes para o setor e, para entender melhor este panorama, conversamos com Ana Paula Paschoalino, Diretora Comercial da VP Máquinas, empresa especialista em equipamentos para lidar com materiais termoplásticos, como o próprio acrílico - e também presença confirmada na FESPA Digital Printing, feira que vai mostrar como o acrílico vem ganhando espaço em diferentes mercados e se destacando por sua versatilidade.

 

 

Quais os principais desafios que o profissional que atua com acrílico está encontrando em 2021?

Um grande desafio é o aumento constante dos materiais, passamos um orçamento numa semana e o material já subiu na outra comprometendo a saúde financeira das nossas empresas. A falta de material de qualidade também é um grande desafio, pois com a dificuldade das indústrias nacionais de acrílico trabalharem, a China chega em peso com preços competitivos porém com qualidade inferior.

Existe alguma oportunidade, tendência de mercado e/ou novo produto que o profissional do setor precisa ficar atento ou apostar em 2021?

Ainda são as barreiras de proteção em acrílico. Muitas empresas não podem trabalhar home office, ou por serem indústria ou por atenderem o público presencialmente como cartórios e laboratórios, e precisam proteger seus colaboradores, devendo assim fazer o uso do acrílico. Os transformadores de acrílico que se atentarem a isso terão serviço garantido.

O comércio online precisa ser melhor explorado pelo profissional que trabalha com acrílico? E as redes sociais, também são uma boa opção a ser explorada?

Sim, mesmo as indústrias estão explorando pouco as mídias digitais, já em um ano avançamos muito nesta tecnologia, mas ainda tem muito espaço para crescer. Nós abrimos na pandemia um novo setor na empresa só para marketing digital e em pouquíssimo tempo já estamos colhendo os frutos.

O uso de acrílico pode ser uma boa opção de diversificação de negócio ao profissional de comunicação visual?

Sim, pois sai da guerra do metro quadrado e cria produto possibilitando uma venda ativa e agregando renda. O acrílico, mesmo com margem de lucro menor, tem uma grande margem de contribuição. Quanto mais diferente e sofisticado, menos concorrentes para comparar os preços. O nicho do público que consome o acrílico na decoração, móveis e enfeites está crescendo muito e é um sinônimo de classe e sofisticação.