Gama Expandida e impressora digital de grande formato: qual a relação?

Gama Expandida e impressora digital de grande formato: qual a relação?

A Gama Expandida é um conceito muito forte e presente na indústria de embalagens e rótulos, como no mercado de flexografia.

A ideia de conseguir imprimir mais de 90% da escala Pantone, apenas com o uso de sete cores (CMYK +OGV - Orange, Green, Violet), trouxe o interesse de todos da indústria que buscam deixar os produtos mais vibrantes e ainda ter uma produção com economia de recursos.

Agora qual a relação entre Gama Expandida e a impressão digital em grandes formatos?

O especialista da FESPA Paul Sherfield discutiu em um artigo como as implementações mais recentes de impressão de Gama Expandida demonstram os vários avanços no gerenciamento de cores ICC e controle de processos nos últimos anos.

 

Indo além das cores CMYK

Na visão de Paul, "isto reconhece que as tintas CMYK padrão não conseguem reproduzir algumas cores com precisão; aqueles verdes, laranjas e azuis vibram. Na melhor das hipóteses, o CMYK em um substrato revestido só consegue corresponder a cerca de 70% das cores Pantone. Isto resultou na utilização de “cor especial” misturada para combinar com Pantone e cor da marca e impressa numa 5ª unidade de impressão analógica. Um processo caro e demorado".

Embora tenha havido algumas tentativas de introduzir cores extras no processo CMYK nos últimos anos, o Pantone Hexachome e o Opaltone, por exemplo, não conseguiram obter aceitação no mercado, reflete Paul. Isso se deveu em grande parte à natureza de propriedade dos produtos e às limitações no gerenciamento de cores e na infraestrutura de controle de processos da época.

As implementações mais recentes do EPP refletem os muitos avanços no gerenciamento de cores ICC, controle de processos e instrumentação nos últimos anos. Permitem a utilização de até 3 cores extras: Laranja, Verde e Violeta.

Isto pode aumentar a gama de cores em até 25% e reproduzir até 90% das cores padrão Pantone + Solid Coated. Alguns especialistas propuseram o uso do Vermelho, Azul e Amarelo como cores extras, mas o consenso parece ser com o Laranja, o Verde e o Violeta.

 

Software e padrões

Softwares de gerenciamento de cores como os da CGSOris, X-Rite, ColorLogic e Alwan suportam a criação de perfis EGP em perfis de 5, 6 e 7 cores.

O processo de corte de cores de Gama Expandida CMYKOGV foi padronizado na ISO/TS 21328:2022. Isso se baseia na ISO 12647-2/2013 para valores de controle de processo CMYK.

 

A impressão digital e a Gama Expandida

Há uma ampla variedade de tamanhos diferentes de gama de cores CMYK+ que abrangem os métodos de impressão analógicos e digitais.

A menor gama CMYK para papéis revestidos é frequentemente usada no perfil de “simulação” em impressoras digitais quando o cliente precisa corresponder à saída litográfica offset.

Gama de cores comparativa em papéis revestidos e cartões Volumes de gama

Litografia offset CMYK (Fogra 39/51)                                    400.000
Litografia offset CMYKOGV (Fogra 55)                                   545.000
Impressora digital de toner CMYK                                         470.000
Impressora inkjet banda estreita alimentação contínua CMYK 550.000
Impressora inkjet de grande formato e 12 cores                    950.000

 

Isto levanta então a questão: "Que relevância a Gama Expandida tem para a impressão digital de grande formato?"

Embora grande parte do trabalho precise ser produzido para corresponder a uma condição de impressão padrão definida ou perfil ICC, muitos mercados se beneficiarão com o uso da gama de cores mais ampla que algumas impressoras digitais de grande formato oferecem.

A gama de inkjet 12 cores de grande formato mencionada na tabela acima, é uma das maiores do mercado.

Cada marca e modelo usará um número e gama de cores diferentes; de CMYK até 12 cores. Deve-se notar que nem todas as cores extras usadas existem para aumentar o tamanho da gama de cores. Cianos claros e magentas são usados para melhorar a suavidade das imagens e gráficos, brancos e fluorescentes são para fornecer cores e efeitos especiais. As cores utilizadas para aumentar a gama de cores são geralmente laranja, verde e violeta ou vermelho, verde e azul.

Algumas impressoras de grande formato podem oferecer apenas uma ou duas dessas cores extras para aumentar a gama de cores. Se a intenção é atingir a gama máxima da impressora, há pontos a serem considerados:

- A gama máxima da impressora deve ser conhecida para cada substrato e um perfil de dispositivo ICC produzido. Haverá perfis ICC para uma variedade padrão de diferentes substratos instalados na maioria dos front-ends digitais. Eles não serão tão precisos quanto produzir perfis personalizados para impressoras digitais.

- A gama máxima de cores da impressora oferece algum aumento significativo para os mercados atendidos? Os fluxos de trabalho gerenciados por cores precisam ser abordados se a impressora digital usar sua gama máxima.

- Os arquivos e imagens CMYK fornecidos pelos clientes provavelmente terão reduzido a gama para um perfil ICC litográfico offset CMYK. Usar a gama máxima da impressora digital neste caso pode resultar em resultados de cores inaceitáveis.

- Um fluxo de trabalho de cores a partir de imagens RGB perfiladas é a melhor maneira de explorar a maior gama da impressora digital. Deve-se pensar em como e onde os arquivos RGB são convertidos no perfil ICC do dispositivo de impressoras digitais de grande formato.

- Se o Digital Front End tiver bons controles de gerenciamento de cores, isso poderá ser feito no processamento/renderização dentro do DFE. Caso contrário, o perfil ICC do dispositivo pode ser usado na edição de imagens e software de servidor de cores para converter os arquivos em perfis.

- Se estiver executando diversas impressoras de grande formato semelhantes, pode haver um problema ao usar fluxos de trabalho de gama máxima de cores. Isso pode ser resolvido comparando os perfis ICC do dispositivo de cada impressora e usando o menor como perfil de simulação na impressora com gamas um pouco maiores. É claro que, se a gama de cores das impressoras variar muito, isso não será eficaz.

O termo Gama Expandida só pode realmente ser aplicado à litografia offset e a outros métodos de impressão analógicos, como a flexo. Na área digital de grande formato, a impressora e as tintas controlarão a gama máxima de cores da impressora.

O melhor termo para isso na área de grande formato seria “Impressão com Gama Máxima de Cores”. Essa gama de cores em algumas impressoras de grande formato pode ter o dobro do tamanho de uma impressora litográfica offset em papéis revestidos, proporcionando resultados visualmente impressionantes em imagens RGB.

A aplicação de fluxos de trabalho de gama máxima será orientada ao mercado e necessitará de uma cooperação estreita entre gráfica e seus clientes para alcançar os melhores resultados.

Fonte: FESPA.com 

11 a 14 de Março de 2024
Segunda a quinta-feira das 13h às 20h
Pavilhão Azul do Expo Center Norte
São Paulo, SP - Brasil