Núcleo de Pesquisas Boas Impressões anuncia levantamento sobre impressão digital

Núcleo de Pesquisas Boas Impressões anuncia levantamento sobre impressão digital

O setor de impressão digital no Brasil e no mundo vem avançando e os empresários sentindo a relevância da tecnologia para aumentar a oferta de soluções dentro de seus parques de impressão. Para entender o que vem acontecendo e as perspectivas, o Núcleo de Pesquisas Boas Impressões anunciou que fará uma pesquisa sobre o mercado de impressão digital.

O anúncio e início da coleta de dados foi feito durante uma live com o apoio de Paponet e FESPA Digital Printing. Alexandre Keese, diretor da feira, destacou que neste momento é mais importante do que nunca estar bem preparado e ter em mãos boas informações sobre o mercado.

Importante ressaltar que os resultados serão divulgados no primeiro dia da FESPA Digital Printing 2021, que ocorre de 18 a 21 de outubro no Expo Center Norte, em São Paulo. Faça a sua credencial antecipada de visitante aqui: www.fespadigitalprinting.com.br/visitar.

Para participar da pesquisa, que é anônima, ou seja, você não precisa identificar sua empresa, acesse: https://pesquisas.boasimpressoes.com/coleta.php?r=7&p=1

Mercado e perspectivas

“Temos uma boa perspectiva de futuro e estamos vendo bons movimentos dentro da indústria. O Boas Impressões faz um trabalho extremamente incrível porque quando temos fundamento falamos de oportunidade de forma mais sólida e coerente. Podemos olhar para trás para ver o que foi feito para dar um norte para saber o que pode ser feito no futuro”, destacou Alexandre Keese, que citou ainda as oportunidades no novo panorama, tanto para informações sobre medida de segurança e distanciamento como no suporte para compras online.

O professor José Pires, que lidera o time do Núcleo de Pesquisas Boas Impressões, falou sobre a pesquisa: “Este é o momento de planejar nossa empresa e quem responder é a linha de frente, empresários que estão respondendo o que estão vivendo. Temos uma pesquisa no ar de grandes formatos, fizemos com os brigadeiros e tivemos a Impressões 2021 que comparava o ano passado com o atual. Estamos vendo muito investimento em impressão digital e acabamento, por exemplo”.

Keese lembrou que, na pesquisa Print Census feita pela FESPA, entre os importantes tópicos há a questão da motivação. “Quando vejo empresários investindo no mercado, é porque ele é interessante. E a feira tem essa força motriz para a indústria parar para refletir e comprar as soluções que estarão lá dentro. E ela tem o foco da impressão digital, que é o grande facilitador que temos hoje na nossa indústria”.

Robson Xavier, membro do Boas Impressões, concorda que a impressão digital não para de crescer. “É o caso de escritores que podem fazer a publicação em pequenas tiragens. O mercado de impressão digital é capaz de ajudar a registrar o livro, ajuda a desenvolver a arte. Isto é uma realidade forte hoje. Há uma vastidão de clientes e o empresário precisa ficar de olho nisso. Troca sua ótica, vai para o ponto de vista do cliente e procura entender o que ele quer e o que ele está comprando, como embalagem, rótulo, PDV, material promocional, etc”.

Novas empresas e tecnologias

Keese concorda e adiciona que tudo se transforma com a integração das tecnologias, não só entre as tecnologias analógicas digitais como a integração ao mundo digital. E não se está falando de substituição de tecnologias, e sem de tecnologias complementares. Um exemplo é o acabamento, que está entrando no enobrecimento gráfico, um enorme diferencial.

José Pires lembra que atualmente há gráficas híbridas, unindo por exemplo offset, digital e flexo na mesma planta, unindo “várias empresas em uma só”.

Paulo Addair, diretor do Paponet e que apoia o Núcleo de Pesquisas Boas Impressões, destacou a característica da impressão digital trazer uma nova percepção do que pode ser feito e especialmente o que não podia ser feito antes, com flexibilidade para manobrar em tiragem, formato, aplicação e suporte.

Pesquisa

Paulo Addair mostrou como será a 1ª Rodada da PESQUISA IMPRESSÃO DIGITAL 2021 que será promovida pelo Núcleo de Pesquisa Boas Impressões. Inicialmente, já é preciso dizer que todo o questionário é anônimo, ou seja, você não precisa se identificar, garantindo toda a segurança de seus dados.

“São perguntas bem simples, primeiro com aspectos mais gerais e depois focando por segmento. Responder a pesquisa é colaborar com o mercado, para que tenhamos dados mais claros para a tomada de decisão mais assertiva”, finaliza.