Licenciamento de marcas e personagens: grande oportunidade na impressão

Licenciamento de marcas e personagens: grande oportunidade na impressão

O universo da impressão é extremamente amplo e há hoje muitas oportunidades diferentes para quem deseja lucrar e ter um negócio sólido. Uma das possibilidades é o licenciamento de produtos para impressão. Ou seja, você pode fazer um contrato com uma grande marca para poder imprimir e vender, legalmente, as criações daquela marca, como nomes, logos e personagens.

Com isso, você pode imprimir o desenho de sucesso na TV, imprimir o escudo de uma equipe, imprimir um personagem famoso da série e do universo de super-herói, fazendo essa impressão em canecas, cadernos, camisetas e onde mais a criatividade mandar.

Dentro desse pensamento, você pode ter um site e vender diretamente ao cliente final ou ter parcerias com empresas que precisam desse tipo de produto, como papelarias, lojas de variedades, cinemas, lojas de artigos esportivos, entre outras.

A Associação Brasileira de Licenciamento de Marcas e Personagens (ABRAL) indica que os mercados de papelaria e brinquedo lideram os licenciamentos, e logo depois calçados, higiene e alimentação. E o que está ligado com o entretenimento é o mais usado, basta ver quantos produtos de “super-heróis” existem no mercado.

Este é um mercado que os dois lados ganham, porque a empresa de impressão poderá trabalhar com artes e produtos de alta qualidade, sem problemas jurídicos, enquanto os donos das marcas terão mais canais distribuindo “sua imagem”, podendo acompanhar de perto o processo produtivo e dar palpites e recomendações.

Para entender mais sobre o processo, conversamos com Tiago Ferraresi, diretor da Topcolors, que possui o licenciamento de algumas marcas, como por exemplo da NBA. Ele falou sobre a aproximação com as empresas, o relacionamento e os desafios. Confira:

- Como conseguir o contato de uma empresa para licenciar sua imagem?

Nossos contatos foram do cliente para com a empresa. Nos conheceram em feiras que participamos como expositores, e após a feira eles nos contataram e apresentaram o projeto e nosso processo se encaixava ao que eles procuravam. O processo não é longo, enquanto rodamos a parte burocrática contratual, trabalhamos as aprovações visuais de produtos, desta forma conseguimos agilidade no processo.

- Há uma análise, por parte da empresa que cedeu os direitos, da qualidade do produto apresentado por quem licenciou?

Sim, sem dúvidas. Toda proposta virtual aprovada vira amostra física do produto, isso traz confiança e garantias para os dois lados, pois assim temos um padrão montado a ser seguido e entregamos fielmente a peça proposta.

- Qual o maior desafio para conquistar e manter o licenciamento dos produtos?

Acredito que a agilidade no processo criativo e produtivo, mix de produtos oferecidos e acima de tudo o suporte ao lojista ou cliente final. A relação deve ser muito transparente e pautada na satisfação do cliente. No cenário de hoje, temos vários fatores pra lidar, desde variação cambial e alto custo de fretes, mas manter o foco na operação ajuda driblar estas questões com criatividade e conectividade entre as partes.

- O que pode acontecer a uma empresa que comercializa produtos não licenciados?

No Brasil, embora mais moroso o processo, estas empresas podem ser acionadas juridicamente e responder por suas ações. Infelizmente a pirataria é comum e movimenta um mercado volumoso. Na minha opinião, é uma questão de cultura e caráter. Nosso posicionamento é muito claro quanto a isso, só fazemos criações próprias ou de licenciados com contrato vigente, tem que ser bom pra todos.

Mais conhecimento

A ABRAL possui uma grande quantidade de conteúdo sobre o mundo do licenciamento, e você pode acessar todo o material aqui: https://abral.org.br/conteudo/.

Entre alguns pontos que valem ser citados é que não adiantar buscar o licenciamento de uma marca sem estar preparado para isso. Planejamento é fundamental: é preciso entender se sua empresa vai suportar a produção, se o mercado é de fato relevante e lucrativo, se os seus equipamentos poderão produzir o que for necessário, quais são as tendências, se o custo do licenciamento vai resultar em um produto que te ofereça lucratividade, entre outros pontos.

Então, o licenciamento de marcas e personagens é uma excelente oportunidade de negócio e uma forma de se destacar de seu concorrente, oferecendo algo que terá um diferencial único. Porém, para avançar nesse mercado, é fundamental que todos os aspectos sejam pensados e, como sempre: planejamento é essencial.

FESPA Digital Printing

Para produzir itens de qualidade, é de grande importância que as soluções dentro da empresa também sejam de qualidade. Na FESPA Digital Printing, de 24 a 27 de março no Expo Center Norte, em São Paulo, você terá acesso direto aos principais equipamentos, insumos e softwares do mercado de impressão digital.

São impressoras, tintas, mídias e equipamentos diversos para sua produção primar pela eficiência e qualidade de reprodução. A principal feira de impressão digital do país oferece ainda congressos técnicos gratuitos para você ampliar seu conhecimento sobre o setor. Visite a FESPA Digital Printing, faça seu cadastro gratuito em: www.fespadigitalprinting.com.br/visitar.


Fonte: https://respostas.sebrae.com.br/oportunidades-no-licenciamento-de-marcas-e-produtos/

Fonte: https://www.mundodomarketing.com.br/artigos/adriano-carneiro/38661/o-licenciamento-de-produtos-e-marcas-fortalece-o-e-commerce.html