Aplicativo de realidade aumentada é novidade para empresários de sublimação e impressão

Aplicativo de realidade aumentada é novidade para empresários de sublimação e impressão

Um produto feito com a tecnologia de sublimação & transfer já é um presente especial e único. Agora, adicione uma camada de interatividade, como um vídeo feito especialmente para a pessoa, e tenha algo que vai ficar na memória de qualquer um. Esta é a proposta do Mimo+, aplicativo criado por Maurício Bonin, diretor da Artes para Sublimação, presença confirmada para a FESPA Digital Printing, em parceria com a empresa Ras+.

Bonin conta como a ideia surgiu: “Começamos a pesquisa em outubro de 2019. Vi as pessoas fazendo canecas com QR Code, mas acabava poluindo a arte. E normalmente a interatividade estava ligada a um vídeo do YouTube, aparecia propaganda e estragava a experiência. Queria chegar em um processo que desse para fazer a leitura em produtos que tenham brilho, como canecas e azulejos”.

Assim, foi criado o Mimo+, aplicativo com a possibilidade de realidade aumentada voltado para as empresas e profissionais que trabalham com sublimação assim como gráficas, que também apodem aproveitar esta capacidade tecnológica. O objetivo é, através da tecnologia, reproduzir um vídeo através do item.

E como o aplicativo funciona? “Na parte de impressão ou sublimação, nada muda. Quando a pessoa receber o objeto com uma imagem, ela vai baixar o aplicativo e aproximar a imagem, e assim aparece um vídeo, agregando muito valor ao material. Com isso, é possível vender exatamente o mesmo produto, como uma caneca ou um convite de aniversário, mas com margens aumentadas”.

Para detalhar melhor, dois exemplos: você compra uma caneca com a foto de seu namorado ou namorada. A pessoa presenteada vai baixar o aplicativo da empresa onde ela comprou o produto, acionar o app e aproximar o celular da imagem impressa na caneca. Imediatamente, será reproduzido no celular um vídeo de quem deu o presente fazendo uma declaração.

Outro caso: você imprime convites de aniversário para a festa de seu filho em uma gráfica. Ao optar pelo convite especial, você envia aos convidados o convite e pede para eles baixarem o aplicativo da gráfica que imprimiu o material. Ao passar o celular na foto da criança, aparece um vídeo dele convidando aos amigos para a festa, oferecendo um convite realmente marcante.

Além de uma caneca ou um convite, qualquer superfície que seja possível imprimir uma imagem em fundo branco pode servir: azulejo, banner, camiseta, caixas, copos e outros produtos impressos ou sublimados.

Novo modelo de negócio

Nos dois casos citados, a pessoa que adquiriu o produto (ou seja, o cliente final) é a responsável por produzir o vídeo e enviar para a empresa de sublimação ou gráfica, que então irá inserir o vídeo no sistema do Mimo+. Esse é o modelo de negócio proposto.

O objetivo do Mimo+ é atender as empresas de sublimação e gráficas através do modelo de assinatura do aplicativo. Assim, um valor mensal dará direito a uma certa quantidade de vídeos inseridos no sistema ao mesmo tempo. É importante reforçar que, como os vídeos em muitos casos são “temporais”, eles não ficam por tempo indeterminado na plataforma, permitindo assim um rodízio dos vídeos e mais clientes atendidos.

Bonin conta um exemplo da margem de lucro em cima de um só produto aumentada absolutamente: “Tivemos um caso de um rapaz que deu uma caneca de presente para a namorada. Ele combinou com a empresa onde comprou que, todo dia, enviaria um vídeo diferente. Assim, por vários dias, ela tomava café da manhã e via um vídeo diferente dele, até que no último dia fez um pedido de casamento através do vídeo. Por todo o projeto, essa caneca custou R$ 150”.

Os primeiros clientes do Mimo+ já vêm registrando esse e outros aumentos de faturamento, já que podem vender exatamente os mesmos produtos com margens maiores, por conta do valor agregado que a interatividade oferece. O importante é ser criativo e explorar ao máximo o que o aplicativo pode fazer.

A mesma interatividade pode ser usada na parte empresarial, com totens, banners ou cartazes com vídeos explicativos de ações da empresa ou dicas de segurança, por exemplo. No caso da embalagem de um produto, pode ter uma receita feita com o item embalado. O que manda, de fato, é a criatividade.

Outras aplicações que podem ser usadas: o cardápio de restaurante mostrando a preparação de cada prato ou promoções especiais naquela semana; um santinho de político em que o candidato apresenta em vídeo suas realizações; um catálogo de empresa mais interativo com a apresentação prática dos produtos, como de maquinários; cartão de visita com uma apresentação mais detalhada do executivo e/ou da empresa; e muito mais.

“Reality” explicativo

Para exemplificar na prática como vai funcionar essa interação para um profissional de sublimação, Maurício Bonin criou praticamente um “reality show”, cirando uma loja do zero e fazendo um diário de bordo com as práticas diárias que ele vai fazer, usando apenas as artes da Artes para Sublimação e o Mimo+. É possível acompanhar o projeto em: http://reality.presenteinterativo.com.br/

A Artes para Sublimação é presença confirmada na FESPA Digital Printing, principal feira de impressão digital do país que ocorre de 24 a 27 de março de 2021 no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo. Você verá as novidades da empresa e entenderá mais sobre o mundo da sublimação & transfer dentro da Ilha da Sublimação ComunidadeWEB FESPA Brasil. Faça agora a sua inscrição gratuita para visitar a feira em: www.fespadigitalprinting.com.br/visitar.