Novas oportunidades e modelos de negócios atuais para impressão digital têxtil estão em crescimento

Novas oportunidades e modelos de negócios atuais para impressão digital têxtil estão em crescimento

Por Debbie McKeegan

Dentro do mercado global de impressão têxtil, a fatia da impressão digital têxtil está crescendo exponencialmente. Crescimento que está sendo alcançado dentro de uma indústria usando uma grande variedade de modelos de negócio.

O mercado de impressão têxtil global espera valer espantosos US$ 266,38 bilhões até 2025. Os desenvolvimentos rápidos na impressão digital têxtil devem desencadear um crescimento acelerado para os métodos de produção de impressão sob demanda, com um crescimento total do mercado atualmente em 8,9% (CAGR - Taxa de Crescimento Anual Composta). (Fonte: Grandview Research).

Curiosamente, entre essas estatísticas, os têxteis impressos em algodão esperam representar 44,9% até 2025 em termos de volume têxtil global, conforme uma agenda sustentável ganha tração e as tendências de consumo exigem atributos cada vez mais biodegradáveis e ecológicos. (Fonte: Grande View Research).

Dentro do mercado de impressão têxtil global, a fatia da impressão têxtil digital está crescendo exponencialmente. O setor de impressão digital têxtil tem uma taxa de crescimento prevista de mais de 17,5% por ano pelos próximos seis anos (Fonte: Smithers Pira). O crescimento está sendo alcançando dentro da indústria usando uma variedade de modelos de negócio. Onde a produção é digital, muitas empresas de impressão em tecido compartilham certas características fundamentais em seus modelos de negócios:

- Praticamente zero ou redução drástica de estoque de vestuário pronto
- Muitos são pagos antes da produção começar
- Todos são capazes de fornecer muito mais rápido do que seus rivais analógicos tradicionais
- A produção digital oferece uma abordagem amiga do meio ambiente e sustentável para a fabricação têxtil

No entanto, mesmo dentro dessas características mútuas, ainda há variações significativas nos muitos modelos de negócio que utilizam tecnologia de impressão digital para têxteis. Com o enorme crescimento previsto, o mercado têxtil oferece uma janela de oportunidade comercial e ainda uma oportunidade para entregar uma indústria têxtil limpa e eficientemente sustentável.

Testemunhando o crescimento exponencial está o modelo de negócio direto no vestuário voltado para a internet. Neste modelo, a impressora usa vestuários “em branco” pré-fabricados (uma camiseta pronta porém sem estampa, independente de sua cor) e as imprime sob demanda de acordo com o pedido, com uso predominante de plataformas de e-commerce. Usando diferentes equipamentos e técnicas, a impressão seja ela com equipamento direto no vestuário (o conhecido DTG - direct to garment) ou no processo de impressão transfer, criam-se produtos em tecidos naturais e sintéticos.

Os consumidores variam de clientes corporativos em grande volume para vendas online a clientes individuais que aumentaram muito a demanda por vestuário customizado. Com uma taxa de crescimento composta de mais de 10%, o setor de decoração de vestuário oferece uma oportunidade substancial para o impressor, empreendedor ou proprietário de um negócio. Conforme as capacidades do maquinário DTG e tecnologias de aplicação se desenvolvem, novas opções de produto seguem a se expandir, e agora incluem roupas esportivas e de atletismo, moletons, jeans, roupas de bebê, pijamas, roupas para trabalhar e acessórios promocionais.

As inovações em equipamento seguem a acelerar com empresas como Kornit Digital, Epson e Ricoh conduzindo inovações tecnológicas para garantir que o setor acompanhe o comportamento do consumidor e as tendências de varejo em novos mercados e aplicações.

O modelo de negócio de impressão DTG sob demanda é conduzido pelo online, frequentemente apoiado por uma produção terceirizada e habilitado via conectividade API para um crescente número de plataformas de e-commerce. O software agora automatiza o fluxo da produção para facilitar a compra para a criação de produtos customizados.



Legenda: Dentro do espaço do e-commerce o cliente pode fazer o upload de seu design, trocar a cor, manipular o estilo e visualizar sua criação usando avatares interativos para fazer a validação do design

O pagamento online é garantindo antes da produção, e ROIs de mais de 120% por ano não são incomuns para o produtor digital de DTG.

O modelo básico do negócio DTG necessita de um estoque rotativo de “peças em branco”, um equipamento de impressão digital têxtil e uma cabine de secagem, e mais importante de tudo: um site bem projetado que torne a compra algo fácil. Por essas razões, o setor testemunhou crescimento de empreendedorismo fenomenal nos últimos 10 anos.

No mercado de impressão rolo a rolo, o equipamento têxtil digital oferece à indústria têxtil um futuro cada vez mais disruptivo, mas o cenário é mais complexo. Pequenas tiragens e impressão sob demanda permitidas pela produção têxtil digital são agora comuns e constituem a base de sucesso da produção têxtil digital por todo o mundo. Para conscientizar os consumidores da produção customizada, a indústria cresceu para gerar um novo setor e, por consequência, surgiu o bureau de impressão têxtil. Com base no sucesso da impressão no tecido (também conhecida como DTF), muitas empresas de impressão agora oferecem a impressão e a costura, talvez ecoando o sucesso do modelo de negócio DTG para o futuro e a democratização do setor.

O pilar principal para este modelo online é a função de website, sua navegação e habilidade de processar e gerenciar a manipulação do design com uma certa simplicidade. Isso deve incluir várias funções; incluindo uma ferramenta de customização de alta resolução que permite ao consumidor fazer o upload e colocar seus projetos de design em repetição e escala definida ao escolher um padrão (um pattern) de um arquivo de projeto e simular produtos acabados.

Uma pioneira para a impressão têxtil digital sob demanda e varejo online de têxteis impressos customizados é a Spoonflower, uma empresa americana, que abriu caminho ao design online, impressão sob encomenda e o paradigma “criar - imprimir - fazer”. A Spoonflower hospeda um vasto arquivo de centena de milhares de designs em colaboração com sua comunidade de designers para venda online de produtos e tecidos impressos.

Este modelo de negócio é muito mais complexo do que o DTG. Considerações incluem grandes estoques de tecido base que precisam ser armazenados e o custo da impressão e de equipamentos auxiliares para atender às amplas e variadas demandas e especificações da comunidade de design, além da espera por velocidade de entrega cada vez maior. Por essas razões, os ROIs por ano de 20 a 30% são comuns, com margens sendo espremidas pela pressão para baixo nos preços, causada por clientes “procurando” pelos mais baixos preços de impressão conforme o mercado se expande e a disponibilidade de impressão aumenta.

Em um quadro mais amplo, à medida em que o setor têxtil industrial evolui para atender aos novos requisitos de comportamento de varejo e do consumidor, o modelo de micro-fábrica verticalmente integrado está em demanda crescente. Aqui a impressão digital têxtil é apenas um dos muitos componentes de fábrica e onde se encontra o artigo acabado, seja uma peça de roupa ou acessório que eventualmente é vendido, e não o tecido impresso. Neste modelo, ao contrário do DTG e do bureau de impressão têxtil, um investimento substancial é necessário, uma vez que o processo de impressão digital têxtil é apenas uma parte do fluxo de trabalho entre muitas outras peças de equipamento, como corte a laser, software 3D CAD e uma grande variedade de máquinas de costura, robótica de produção e tecnologias de automação.

A função deste modelo de negócio é que ele permite a produção sob demanda em qualquer escala, oferecendo uma instalação completa para fabricação com velocidade de entrega, quantidades flexíveis de pedidos e merchandising ágil. Tudo isso definido dentro de uma estrutura de precificação de alto volume que permite ao comprador controlar suas ações de forma eficiente e acessível.

 



Legenda: Conforme a tradicional indústria têxtil analógica começa sua jornada para a digitalização, o modelo de negócio estabelecido de alto volume industrial de impressão comissionada também deve evoluir a partir de agora.

Conversão rotativa para digital - O modelo de reequipamento em que as empresas tradicionais de impressão têxtil substituem as máquinas de impressão rotativa em tela (serigrafia) por máquinas de impressão digital de última geração.

Neste modelo, que tem suas raízes nos têxteis tradicionais, a empresa de impressão digital imprime a um custo base por metro como é costumeiro no setor. O problema aqui é que os pedidos do passado eram de dezenas de milhares de metros e um pedido mínimo era de dois mil metros.

Com despesas fixas e altos custos operacionais, a impressora digital industrial deve ser altamente eficiente para se manter lucrativa. Um pedido de impressão moderno atual deve ser constituído de vários designs que formam uma metragem por volume média ou grande. Eficiência em velocidade é a chave - a amostragem deve ser reduzida ao mínimo e o gerenciamento de cor aqui é crítico para reduzir a perda de recursos.

Este é um campo muito competitivo, com uma pressão substancial para baixo sobre os preços exercida por experientes compradores de impressão, que sabem os meandros do mercado. Os custos operacionais são consideráveis, o impressor precisará de um grande armazém para armazenar tecido e oferecer uma grande gama de máquinas de impressão digital e equipamentos auxiliares para atender as necessidades dos clientes, juntamente com a gestão e fornecimento de linhas de crédito.

Este modelo em particular representa muito do futuro do mercado de equipamentos de impressão digital industrial.



Legenda: A produção de proximidade torna-se cada vez mais viável com o uso da tecnologia digital - Velocidade de produção e agilidade para merchandising oferecem uma solução para a indústria de varejo agora sobrecarregada com excesso de estoque e descontos.

Eventualmente todos os negócios têxteis têm que se reequipar, não apenas substituir a máquina existente, mas para garantir que seus negócios atendem as demandas de mercado. Muitas das maiores fábricas do mundo estão se preparando para colher os benefícios e as vantagens da impressão digital têxtil em um setor de mercado onde preço, agilidade e diversidade devem agora igualar velocidade de entrega. Velocidade rotativas de até 90 metros por minuto agora estão sendo alcançadas com máquinas de passagem única, como a EFI Reggiani Bolt e a MS Lario.

A lógica é simples: não há telas para fazer ou armazenar, designs podem ser transmitidos e processados eletronicamente, sendo impressos em alta velocidade, e o mais importante - a rota da impressão digital têxtil é corretamente vista como uma oferta de futuro sustentável para a comunidade têxtil e de quem dela faz parte. Em um mundo onde água, uso de energia e tratamento de efluentes devem ser conversados e seu consumo reduzido, a lógica é inegável.

Nos próximos vinte anos, muitos impressores têxteis tradicionais de todo o mundo vão gravitar para o digital e instalar este componente dentro de seus negócios já estabelecidos. Neste modelo, o componente principal é um negócio de impressão têxtil de sucesso, e o movimento é a substituição da serigrafia rotativa por tecnologias de impressão digital têxtil para atender as demandas de um novo mercado têxtil.

Fonte: FESPA.com